Saiba os lugares do Rio em que o seu cãozinho é muito bem recebido!

Hotel Fasano recebe muito bem os melhores amigos do homem – com cama, comida e roupa monogramada lavada – se pesarem até 4kg. Ao custo de R$200 por estada, seu cãozinho terá todo o serviço deluxe do hotel.

 

 

Para cachorros que gostam de badalação, o Sushi Leblon ganha mil latidas de aprovação. O degrau em que ficam as mesas da varanda garante aos animais uma certa superioridade em relação aos pedestres e vira-latas que não têm seu lugar cativo no restaurante.

 

No estreladíssimo Roberta Sudbrack, cachorros de todos os portes são mais do que bem-vindos, basta saberem se comportar em ambientes gourmet, garante o staff responsável pelas reservas – ”O único perigo é a chef querer adotar seu cãozinho”. Se você deseja que seu cãopanheiro prove das deliciosas e superbrasileiras receitas da Sra. Sudbrack, recomendo o livro “Bom Para Cachorro’’ escrito por ela especialmente para os bichinhos.

 

Shoppings também aderiram à política pró-animalesca. No Rio Design Leblon e no Village Mall, os bichinhos têm livre acesso a todas as lojas e restaurantes – só não podem usar a escada rolante. No Village Mall, carrinhos para cachorros podem ser alugados para um rolézinho chique.

 

Salões de beleza foram os primeiros a liberar a circulação de cãezinhos. Todos os fins de semana, o Crystal Care e o Club Capelli, em Ipanema, os recebem. Eles acompanham suas donas com mais paciência do que muitos maridos, e, de repente, até ganham uma secagem de cortesia.

 

Enquanto cachorros ainda não têm seu lugar regulamentado nas areias da cidade, as praias da Joatinga e Grumari estão livres do choque de ordem anticanino. Se insistirem em burlar a fiscalização e circular pelo Leblon e Ipanema com seu bichinho, cuidado, a multa não é nem um pouco amiga.

 

 

Fonte: NOO Magazine